Notícias

Voltar

Encontro Anual do Núcleo Feminino reúne cooperadas de várias regiões

12.06.2017

Cerca de 450 produtoras participaram na quinta-feira (8), em Maringá (PR), do Encontro Anual do Núcleo Feminino promovido pela Cocamar. Tendo como tema central “Tempo de crescer”, a programação começou às 8h45, na Associação Cocamar, com pronunciamento do presidente da cooperativa, Divanir Higino, em que ele reforçou a necessidade de as produtoras estarem cada vez mais engajadas na gestão dos negócios da família. “Queremos que a esposa do cooperado seja também uma cooperada”, enfatizou Higino, lembrando que ela já participa, habitualmente, de muitas das atividades promovidas pela cooperativa.

O TRABALHO DA MULHER - A engenheira agrônoma Amanda Caroline Zito, da unidade da Cocamar em Nova Esperança, região de Maringá, discorreu em seguida sobre o seu trabalho, lembrando que essa profissão, até pouco tempo, praticamente não oferecia oportunidade às mulheres. Cursando mestrado e há vários anos na equipe da cooperativa, à qual ingressou como estagiária, Amanda Zito atua com prestação de serviços de assistência técnica, a campo, para 50 propriedades rurais, onde são produzidos laranja, café e grãos, incluindo projetos de integração lavoura-pecuária-floresta (ILPF). No início, lembra, alguns produtores ficaram receosos quando souberam que seriam atendidos por uma engenheira agrônoma e chegaram a recorrer a outros profissionais. “Mas hoje”, ressalta, “a confiança foi conquistada, eles se sentem seguros e temos muitas áreas que estão entre as mais produtivas da Cocamar”.

SOU ARTE - Apresentações circenses e teatrais, a cargo do grupo Espaço Sou Arte, de Campo Mourão, também fizeram parte da agenda, com recepção das convidades, músicas, danças, encenações e brincadeiras, que divertiram o público.

EXEMPLOS - Outra palestrante, a psicanalista Lígia Guerra, consultora da Rede Globo, descreveu a trajetória de algumas mulheres que fizeram ou fazem a diferença na história. Ele mencionou, entre outras, Nise da Silveira (médica brasileira que lutou por suas ideias no âmbito da psiquiatria institucional). Segundo Guerra, a mulher tem conquistado espaços em muitas áreas, mas disse ter se surpreendido com a participação feminina na Cocamar. “Fiquei muito emocionada”, frisou.

JOHN DEERE - Finalizando a primeira parte do evento, dividido em um intervalo de pouco mais de uma hora para o almoço, as produtoras foram visitadas por altos dirigentes da empresa John Deere, de passagem pela cidade, onde visitaram a Cocamar Máquinas, concessionário da marca na região de Maringá. Entre eles, Jim Field, presidente mundial da divisão agricultura, John Lagemann, presidente das regiões América Latina e EUA/Canadá, e Paulo Herrmann, presidente da John Deere Brasil. Eles estavam acompanhados do presidente e do vice-presidente da Cocamar, Divanir Higino e José Cícero Aderaldo, e do superintendente da cooperativa e gestor da Cocamar Máquinas, Arquimedes Alexandrino.

SURPRESOS - Ao pronunciar-se, o presidente da John Deere Brasil, Paulo Herrmann, afirmou que em mais de 30 anos na companhia, jamais tivera notícia da realização de um evento específico com produtoras, como o que eles estavam presenciando. “Temos certeza que o nosso relacionamento com a Cocamar será por muitos anos”, citou. Herrmann traduziu, na oportunidade, o depoimento do presidente mundial, Jim Field, que se mostrou impressionado com a elevada participação de produtoras no encontro. “A Cocamar demonstra ser diferenciada entre os concessionários da John Deere em todo o mundo”, disse.

CHEFS DO CAMPO - Na segunda etapa do evento, concluída por volta das 16h, a evocação à gastronomia regional foi um dos destaques, com o lançamento da segunda edição do projeto “Chefs do Campo”, exclusivo à participação de cooperadas e esposas de produtores associados da cooperativa. Com o objetivo de valorizar os pratos salgados tradicionais, preparados pelas famílias, o concurso vai selecionar e premiar cinco receitas até o final do ano. Já na apresentação, cerca de 100 produtoras inscreveram-se. O “Chefs do Campo” inspirou, também, o grupo Sou Arte a desenvolver uma apresentação baseada na culinária e seus apetrechos, bastante aplaudida pelas participantes, que representaram dezenas de municípios.


PARTICIPAR - A Cocamar conta com 30 núcleos femininos distribuídos por cidades das regiões noroeste e norte do Paraná, integrados por cerca de 600 produtoras, entre as quais Umbelina Barlati, de Floresta. “Gosto de participar, me informar, saber o que está acontecendo”, afirmou a agricultora. “Faço questão de vir a todos os encontros, é um aprendizado importante”, salientou Denise Versari, de Paiçandu.