Notícias

Voltar

Cocamar lança Programa Liderança Jovem

12.07.2017

Lançado na tarde de sexta-feira (7/7) em Maringá, o programa Liderança Jovem Cocamar se propõe a contribuir para aprimorar cada vez mais a participação dos filhos de produtores associados na atividade familiar e na cooperativa.

FORMAÇÃO - Durante evento promovido na Associação Cocamar com 45 participantes da região de Maringá, o vice-presidente de Negócios, José Cícero Aderaldo, explanou que a iniciativa visa a “contribuir para uma formação adicional de liderança dos jovens”. Aderaldo enfatizou que uma propriedade rural, independente do tamanho, precisa ser conduzida como empresa “e o papel do jovem é dos mais importantes”. Da mesma forma, acrescentou, “se faz necessário que os produtores e seus familiares conheçam bem e fortaleçam a sua cooperativa, até porque são os seus donos”.

SUSTENTABILIDADE - No encontro, o coordenador de Cooperativismo, João Sadao, apresentou a missão, a visão e os valores da Cocamar, bem como a estrutura profissionalizada de gestão, os benefícios gerados com a participação cooperativista e os principais números previstos para o exercício 2017. “Com este programa, estamos investindo na preparação de novas lideranças e também na sua capacitação para darem continuidade aos negócios familiares e para a sustentabilidade da cooperativa”, frisou. De acordo com Sadao, a participação é reservada a cooperados e filhos de produtores associados, com idade entre 16 e 27 anos. Completando a agenda, a consultora de desenvolvimento humano, Niceia C. Henrichsen, fez palestra sobre “O poder da liderança jovem no agronegócio”.

LONDRINA - O programa, que conta com o apoio do Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (Sescoop/PR), também será apresentado na sexta-feira (14), em Londrina, a produtores jovens daquela região. E, até o final do ano, mais atividades estão programadas. Em setembro, haverá outra palestra em ambas as cidades e, no mês de novembro, um encontro geral reunindo representantes de todas as unidades participantes, em Maringá.

ESSENCIAL - Cursando o quinto ano de agronomia, o cooperado Pedro Bosqui, de São Jorge do Ivaí, tem 22 anos e disse que participa normalmente do dia a dia da propriedade da família. Para ele, fomentar o envolvimento do público jovem na cooperativa “é essencial”. O pai de Sthefani Almeida Santos, 17 anos, arrenda uma pequena propriedade de café em Terra Boa e, na colheita, a filha o ajuda na secagem dos grãos, no terreiro. “Ainda não sei se me tornarei uma agricultora, mas estou muito interessada em conhecer mais sobre o cooperativismo”, comentou.

CRESCER - A lida no campo também não é novidade para Eduardo Trivilin, 22 anos, de São Carlos do Ivaí. Na propriedade do avô, onde são cultivados soja, milho e cana, ele é quem cuida do maquinário. “Eu faço de tudo, preparo do solo, plantio e colheita”, citou. Na visão de Eduardo, “a cooperativa trabalha para o crescimento dos cooperados” e, procurando fazer a sua parte, a meta que ele almeja para os próximos meses é ingressar no curso de agronomia.

TECNOLOGIAS - Moradora em Cianorte, Tainá Ravaso, de 17 anos, já esteve em vários eventos organizados pela Cocamar, em companhia do pai Adair, produtor de grãos. “Estou iniciando o curso de administração e conhecendo um pouco mais sobre esse mundo da agricultura”, observou. Aos 20 anos, Matheus Palaro, de Floresta, cursa agronomia e, ao lado do irmão, auxilia o pai, o cooperado Luiz Alberto Palaro, na lavoura. Segundo Matheus, o pai “sempre foi muito receptivo às tecnologias, obtendo médias altas de produtividade”, transmitindo essa mentalidade progressista para os filhos.