Notícias

Voltar

Técnicos visitam produtores de Café

07.11.2017

A Cocamar promoveu uma viagem técnica ao município de Carlópolis (PR), nos dias 23 e 24 de outubro, liderada pelo coordenador técnico de culturas perenes, Robson Ferreira, com a participação de profissionais técnicos de várias unidades da cooperativa, para cumprir mais uma etapa do programa de Máxima Rentabilidade do Café, que visa incentivar produtores cooperados a investirem nessa cultura com base em técnicas modernas.

REFERÊNCIA - Segundo explica Ferreira, o município de Carlópolis, além de ser atualmente o principal produtor estadual de café, com mais de 6 mil hectares de lavouras, é referência em cafeicultura mecanizada, no modelo orientado pela cooperativa. Nos dois dias, o grupo visitante conheceu as propriedades de Luiz Aparecido da Silva, Satiro Gilberto Imoto, Hahs Christian Nick e Jorge Yooki Ito.

CUSTOS MENORES - O coordenador técnico comenta que a adoção do sistema mecanizado contribui para a redução de custos, lembrando que a mão de obra é um dos itens mais onerosos da atividade. Além disso, a operação com máquinas agiliza os trabalhos, proporcionando uma série de vantagens.

OPÇÃO RENTÁVEL - Com o programa de Máxima Rentabilidade do Café, cuja primeira fase foi a realização de palestras entre os meses de agosto e setembro em vários municípios das regiões norte e noroeste paranaense, a Cocamar pretende oferecer uma opção econômica interessante a produtores que desejam investir em uma cafeicultura bem orientada tecnicamente, com potencial para produzir 40 sacas em média por hectare/ano e, por isso, altamente rentável. “É uma alternativa, também, para quem produz grãos e, tendo os maquinários, pensa em otimizá-los e diversificar os negócios”, observa Ferreira. Segundo ele, como resultado das reuniões, vários produtores manifestaram interesse em aderir ao programa. A ideia é que, com o acompanhamento de consultores especializados, as primeiras áreas plantadas por produtores cooperados, sirvam também como unidades demonstrativas regionais.

NO JORNAL - A propósito, a edição de novembro do Jornal Cocamar, que começa a ser distribuída nesta semana, trará uma reportagem especial sobre a Fazenda Palmeira, em Santa Mariana, região de Londrina, onde cerca de 200 hectares mecanizados de café são mantidos em programa de diversificação com 700 hectares de soja, milho e trigo. Segundo os proprietários, embora a área de café seja inferior a um terço no comparativo com a de grãos, a rentabilidade é praticamente a mesma.