Notícias

Voltar

Café da Bahia é o preferido do juri técnico de concurso da Abic

20.12.2017

Dois produtores do município de Piatã tiveram as melhores notas, superando propriedades de estados tradicionais

Produtores de café da Bahia superaram os de Estados mais tradicionais na produção e fizeram dobradinha na etapa do júri técnico no Concurso Nacional de Qualidade do Café, promovido pela Abic. O micro lote da Fazenda Divina Espírito Santo, de Piatã, ficou em primeiro lugar, seguido pelo cereja descascado da Fazenda São Judas Tadeu, do mesmo município.

“A pontuação do Júri Técnico corresponde a 70% da nota final de cada lote inscrito. Faltam agora as notas de sustentabilidade da propriedade, com peso de 15%, e a avaliação do Júri Popular, integrado por consumidores, cuja pontuação equivale aos 15% restantes”, explica a Abic, em nota.

De acordo com a Abic, a escolha pelo Juri Popular, com participação de consumidores dos estado participantes, será entre os dias 22 e 26 de janeiro. No dia 30 de janeiro serão divulgados o café campeão e a relação dos finalistas.

De 30 de janeiro a 8 de fevereiro acontecerá o leilão desses cafés, aberto a torrefadoras, cafeterias e demais pessoas jurídicas interessadas, cujo resultado será divulgado no dia 9 de fevereiro. Todos os cafés serão industrializados e chegam aos consumidores em abril, em edição especial.