Notícias

Voltar

Pesquisa identifica arma contra o greening

04.01.2018

Molécula que atrai o inseto transmissor foi identificada, dando um passo importante para o desenvolvimento de uma forma de controle da doença

No prazo de cerca de um ano os citricultores poderão contar com um instrumento mais eficaz no combate ao psilídeo "Diaphorina citri", inseto transmissor do greening, doença que não tem cura e demanda a erradicação dos pés de citrus contaminados, conforme reportagem publicada pela Reuters. Uma pesquisa realizada pelo Fundo de Defesa da Citricultura (Fundecitrus), em parceria com a Universidade da Califórnia (UCDavis) e Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq/USP), identificou a molécula que atrai o inseto transmissor do greening, dando um passo importante para o desenvolvimento de uma arma contra a doença mais devastadora da citricultura do Brasil, o maior exportador global de suco de laranja. A doença também devastou os pomares da Flórida, nos Estados Unidos e em outros países produtores.

FEROMÔNIO - A ideia é sintetizar o feromônio identificado que atrai o psilídeo e depois utilizá-lo em armadilhas adesivas já usadas atualmente, de modo a aumentar a captura do inseto, reduzindo assim a propagação do doença, que resultou, desde 2005, na erradicação de uma área de laranjais equivalente à quase metade do atual parque citrícola brasileiro.