Notícias

Voltar

Safratec está melhor a cada ano

30.01.2018

O cooperado Flávio Rigamonti, de Terra Boa, foi um dos 5 mil visitantes do SafraTec Cocamar 2018, evento tecnológico para o agronegócio regional realizado com grande sucesso na quarta e na quinta-feira (dias 24 e 25) na Unidade de Difusão Tecnológica (UDT) da cooperativa em Floresta, região de Maringá. Assíduo frequentador da feira, que chegou à sua 27ª edição anual, Rigamonti sintetizou na quinta-feira, quando esteve na UDT, o que parece ter sido a impressão geral dos visitantes: a mostra está melhor a cada ano. Ele percorreu os estandes e experimentos, observou os maquinários e disse ter gostado muito do que viu, especialmente no Espaço Inovação, onde lhe foram apresentadas tecnologias sobre agricultura de precisão. “A gente vem à feira, se surpreende com as novidades e entende que ainda dá para melhorar muito”, afirmou o produtor.

ESTANDES - Com cerca de uma centena de empresas participantes, que montaram seus estandes e representaram diversos segmentos, como agroquímicos, sementes e fertilizantes, entre outros insumos, e várias instituições de pesquisa, como a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Soja), Instituto Agronômico do Paraná (Iapar) e Universidade Estadual de Maringá (UEM), a mostra esteve aberta para o público geral, em ambos os dias, das 8 às 16h30.

CONSOLIDADA - “Aqui a gente respira inovação”, afirmou o presidente Divanir Higino ao fazer sua saudação aos participantes, na quinta-feira. Higino ressaltou o êxito da realização, “que se consolida entre as mais importantes e de melhor qualidade no Paraná”.

RESULTADOS - De acordo com o coordenador geral do evento, o engenheiro agrônomo Edner Betioli Júnior, a função do SafraT ec é transferir conhecimentos e tecnologias aos produtores: “nos sentimos realizados quando vemos os resultados de nosso trabalho frutificando na ponta da produção”, comentou. Segundo ele, o evento é a oportunidade dos produtores conhecerem soluções para aumentar a sua produtividade, devidamente validadas pelas instituições de pesquisa.

ATITUDE - Um dos experimentos conduzidos pela Embrapa deu foco ao manejo do solo, com simulador de chuva e mostrando as dificuldades de infiltração de água em áreas compactadas. “Quando um produtor vem aqui e observa a perda de água que ele tem, e o impacto que isso causa às plantas, não tem como não mudar de atitude”, afirma o pesquisador Henrique Debiasi. Por sua vez, o Iapar deu especial atenção ao tema Integração lavoura-pecuária-floresta (ILPF), do qual é antigo parceiro da cooperativa. O pesquisador Sérgio José Alves lembrou que a região o arenito, próximo a Maringá, ainda oferece a oportunidade de se encontrar terras relativamente baratas. “Utilizando recursos como o sistema de irrigação com pivô central, se produz tanto quanto na terra roxa”, comentou. O pivô central, aliás, foi demonstrado pela primeira vez no SafraTec e a Cocamar quer incentivar a adesão a essa tecnologia, por oferecer mais segurança à produção tanto no arenito quanto na terra roxa.

TEMAS - Nove Estações Técnicas sobre temas diversos – manejo de solo, herbicidas, manejo de nematoides, tratamento industrial de sementes, tecnologia de aplicação, inoculação, cultivares de soja, pecuária e integração lavoura-pecuária-floresta (ILPF), e café – compuseram o conteúdo técnico. Ao mesmo tempo, houve demonstração e dinâmica de máquinas agrícolas John Deere, marca representada pela Cocamar Máquinas. Nos dois dias, houve a negociação de tratores e o produtor Benedito Mello foi um dos aproveitaram para reforçar a frota. “Há tempos que eu pretendia comprar um John Deere”, afirmou, satisfeito.



DE LONGE - Um dos visitantes veio da capital paulista especialmente para participar da feira: Roberto Boggio, proprietário de uma fazenda em Maringá, parte da qual é arrendada para a produção de soja. Mesmo não sendo mais agricultor, Boggio continua cooperado e não deixa de participar do evento. “Estive no ano passado e voltei agora, são muitas as novidades e eu gosto de saber o que está acontecendo no agronegócio”, destacou.



PORTFÓLIO - Concessionárias de automóveis, picapes e caminhões, também integraram o portfólio de atrações do SafraTec, que contou com a presença, ainda, de instituição financeira, seguradoras e fornecedores de produtos e serviços para propriedades rurais e uso doméstico, como a geração de energia solar e recursos desenvolvidos por startups que oferecem mais informações aos produtores na gestão de seus negócios.