Notícias

Voltar

Eventos sobre ILPF começam dia 22

15.02.2018

Quinta edição consecutiva do evento contribui para divulgar e incentivar a expansão de programas integrados como forma de promover o desenvolvimento sustentável do agronegócio regional

A edição 2018 da Reunião Técnica e Dia de Campo sobre Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF) na região oeste de São Paulo, será nos dias 22 e 23 deste mês, respectivamente, nos municípios de Presidente Prudente e Caiuás.

A iniciativa é da Cocamar Cooperativa Agroindustrial, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Cerrados), Universidade do Oeste Paulista (Unoeste) e Grupo Carlos Viacava (CV).

Ganhando importância a cada ano, a realização está servindo de vitrine para incentivar a ILPF como forma de promover o desenvolvimento agropecuário sustentável na região.

REUNIÃO TÉCNICA - No início da noite de 22/2, uma quinta-feira, a Reunião Técnica será no Espaço Solarium, com capacidade para 700 participantes, no campus II da Unoeste – às margens da Rodovia Raposo Tavares, saída para Presidente Venceslau. Está confirmada a presença de autoridades estaduais e várias lideranças, entre elas o presidente do Conselho de Administração da Cocamar, Luiz Lourenço, reconhecido como um dos principais incentivadores da ILPF e também da ILP (Integração Lavoura-Pecuária) no país. Ao lado de especialistas da Embrapa, da Unoeste e representantes da Rede de Fomento ILPF e do Grupo CV, Lourenço participa de uma agenda de palestras.

DIA DE CAMPO - Na manhã seguinte (dia 23), o público se desloca para a Fazenda Campina, do Grupo CV, que fica entre Presidente Venceslau e Caiuás, a 90 quilômetros.

ESTAÇÕES - Na propriedade, quatro estações serão apresentadas. A primeira, de responsabilidade da Embrapa Cerrados e Cocamar, demonstrará o potencial produtivo de cultivares de soja da própria Embrapa, em sistema de ILPF, além de manejo fitotécnico e evolução da produtividade de soja nesse modelo. A segunda estação, conduzida pela Embrapa Cerrados e o Grupo CV, vai tratar da implantação de ILPF com eucalipto e outras espécies florestais, e pastejo de animais após produção de silagem consorciada com forrageiras em área de ILPF com eucalipto. Na estação 3, Unoeste e Grupo CV vão detalhar um diagnóstico e a evolução da fertilidade do solo em área sob sistema ILPF, estratégia de adubação e pastagens, desempenho produtivo e reprodutivo de bovinos de corte em sistema ILPF na Fazenda Campina. A quarta e última estação, conduzida pela Unoeste e consultoria especializada, terá como foco a qualidade de silagem produzida (planta inteira e grão úmido) em sistema de ILP na Fazenda Campina, importância da produção de silagem consorciada com forrageiras e planejamento forrageiro.