Notícias

Voltar

Semana do Café: Saiba da história na Cocamar

18.04.2018

A data, possivelmente, passou em branco para a grande maioria dos brasileiros. Mas na semana passada, último sábado (14), em que foi celebrado o Dia do Café, a Cocamar, que acaba de completar 55 anos, relembrou um pouco da sua história.

PIONEIRO - Foi a semana em que teve a oportunidade de reencontrar um de seus fundadores, o ex-cafeicultor e advogado aposentado Edmundo Pereira Canto, de 97 anos. O contato se deu na segunda-feira (9) no estande da cooperativa na Exposição de Londrina, cidade que, no passado, devido a enorme quantidade de cafezais ao seu redor, ficou conhecida como a capital mundial do café. Edmundo foi recebido pelo presidente do Conselho de Administração da cooperativa, Luiz Lourenço, filho de um dedicado lavrador de café.

REVOLUÇÃO - Ao longo de sua trajetória, a Cocamar diversificou os negócios, a cafeicultura perdeu sua importância na economia paranaense, mas a cooperativa nunca deixou a atividade. Lourenço lembra que, em 1992, a Cocamar teve a iniciativa de incentivar um novo modelo de plantio de café: os sistemas adensado e superadensado, que acabaram revolucionando esse setor, fazendo com que muitos produtores voltassem a apostar na cultura. “Pouca gente acreditava que daria certo, mas foi um enorme sucesso”, comenta o presidente.

MODERNIDADE - Numa etapa seguinte, a cooperativa passou a estimular a mecanização dos cafezais, bem como o aumento da produtividade da lavoura, por meio de processos mais modernos. Tem valido a pena: poucos negócios, hoje em dia, são tão rentáveis quanto lavouras altamente produtivas de café, cuja colheita, aliás, se encontra em fase inicial.

VAREJO - O produto não poderia deixar de fazer parte, também, da ampla linha de itens de varejo da cooperativa. Reconhecidas pela qualidade, as opções são o café torrado e moído, que incluem o gourmet, com a marca Cocamar, sempre em destaque nos pontos de venda.