Notícias

Voltar

A mistura de novidade e tradição ao cozinhar

27.08.2018

Produtoras gostam de tradicionalismo, mas também deixam suas marcas

Aprender a cozinhar com a mãe e a avó, herdando seus ensinamentos, é comum entre as produtoras rurais que desde cedo passaram a preparar as refeições em casa, enquanto os familiares estavam na roça. Relatos assim são ouvidos com frequência nas visitas que estão sendo realizadas pela equipe do Festival de Sabores Chefs do Campo 2018, às 15 produtoras semifinalistas do concurso.

TEMPEROS - Elas seguem as receitas originais, mas não deixam de fazer suas adaptações, o que torna os pratos ainda mais saborosos. Em Sabáudia, Creuza Fontoura conta que costuma preparar a polenta de milho verde do jeito que se fazia antigamente, acompanhada de frango caipira e quiabo. A diferença está nos temperos, alguns dos quais cultiva no quintal de casa, no sítio onde reside. E, para completar, teve a ideia de salpicar o prato com queijo ralado: "a família adorou".

MINESTRA - Já a produtora Izabel das Graças Calciolari Souza, da Comunidade Guerra, em Maringá, gosta de se manter no tradicionalismo e continuar utilizando o fubá caipira, se possível artesanal, que, segundo ela, deixa a minestra (um tipo de polenta mole) mais gostoso. “A modernidade é importante, mas precisamos conservar as tradições”, diz.

INOVAÇÃO - A inventividade também é detalhe marcante de quem está atenta à cozinha. A produtora Cecília Falavigna, que reside em Maringá e possui propriedade em Floraí, inova com um prato que tem a sua assinatura: carneiro no tacho. Ela explica ser muito comum o porco no tacho, mas nunca tinha visto um com carneiro. Então, resolveu fazer uma experiência e o resultado foi surpreendente: “Fica tão gostoso que os familiares e amigos pedem sempre”. Um dos segredos, orienta, é saber preparar bem a carne, após o abate, para eliminar aquele gosto característico. No preparo, utiliza vinho para curtir a carne de um dia para o outro em meio a outros temperos.

VALORIZAR - O Festival de Sabores Chefs do Campo Cocamar 2018 conta com o patrocínio da empresa Estratégia Ambiental e da Ford. Foram 148 receitas inscritas em junho e a finalidade é valorizar pratos tradicionais, de famílias do campo. Das 15 semifinalistas, 5 serão eleitas para a final, por um comitê de chefs especialmente convidados.