Notícias

Voltar

Deliciosa e com um toque de rusticidade

10.10.2018

Assim é a costela ao milho verde, preparada há muitos anos e que surpreende quem não conhece o prato, pela sua surpreendente apresentação

Um prato surpreendente. Quando a produtora Elizabeth Barragan, de Floraí (PR), inscreveu o prato costela ao milho verde, os avaliadores ficaram curiosos. Como seria? A combinação é boa, pois o milho tenro combina bem com a carne, mas ninguém poderia imaginar como é feito. Ao visitar a casa de Elizabeth, a equipe do Festival de Sabores Chefs do Campo descobriu, enfim, que a iguaria é também muito atraente por uma sutileza: a rusticidade. As espigas são colocadas aos pedaços na panela, para cozinhar, assimilando assim o sabor da costela e transferindo um pouco do gostinho de milho verde para a carne, num prato em que ambos dividem o protagonismo.

Ela e o marido Valter, casados há 28 anos, nasceram na vizinha São Carlos do Ivaí (PR) e têm dois filhos e uma filha. Valter, produtor de soja e milho no município, é cooperado há pelo menos 20 anos e seu pai, Miguel, faz parte do quadro associativo da cooperativa desde 1982.

Elizabeth lembra que como não se encontra milho verde o ano todo, o prato é mais comum na época normal de desenvolvimento da cultura, entre o outono e o inverno, quando as espigas estão no ponto, rendendo essa e uma série de outras delícias. A costela com milho verde ela aprendeu a fazer com a irmã Marlene, tendo começado a cozinhar cedo, aos 12 anos. De uma família de 16 irmãos, ela conta que sempre gostou de lidar com as panelas e indica outras de suas especialidades: o fricassê (frango desfiado com milho), pães assados em folhas de bananeira, tortas de palmito e singelezas não menos apetitosas, como carne moída acebolada. Em seu estilo de cozinhar, aprecia o uso de pimenta calabresa, alho triturado e massa de tomate que ela mesma faz com uma pitada de colorau.

Quando começa a falar de comida, Elizabeth revela outras de suas predileções: costela com cebola na panela de pressão e também a batata recheada. Quanta coisa boa! Sempre atenta a novidades, costuma pesquisar receitas na internet e, em conversas com as amigas, há sempre dicas a incorporar em seus pratos ou transmitir a elas.

Na propriedade, onde ajuda o marido na colheita e na gestão dos negócios, uma de suas alegrias é montar a cavalo e sair acompanhando o rebanho. Outra satisfação é participar do núcleo feminino, na cooperativa, onde tem acesso a conhecimentos sobre o mundo agro e o cooperativismo. E, sempre ativa, a produtora se diverte também, nos finais de semana, jogando partidas de voleibol de areia.

Aprenda com ela a fazer o prato que é interessante e, claro, muito gostoso.



COSTELA AO MILHO VERDE

INGREDIENTES

- 2kg de costela ripa magra, cortada em pequenos pedaços

- 8 espigas de milho verde, quebras em duas ou três partes

- 4 dentes de alho

- sal a gosto

- cebolinha de cheiro

- 1 cebola grande ralada

- 1 pitada de pimenta calabresa

- 1 colher de sapa rasa de colorau

- 1 colherinha de cominho



MODO DE FAZER

Tempere a carne por 3 horas no alho ralado, sal, pimenta e cominho. Em seguida, refogue a carne em panela de pressão com um 1 copo de água americano, aproveitando para adicionar o colorau. Coloque os pedaços de milho e feche a panela.

A cada 15 minutos, abra para espetar com o garfo e sentir o ponto. Por fim, quando verificar que está ok, acrescente salsa e cebolinha e deixe chegar.

Acompanha arroz branco, salada e farofa.