Notícias

Voltar

EUA reduzem estimativas de produção e estoques de soja e milho no país

11.02.2019

Relatório de oferta e demanda do USDA trouxe uma combinação dos dados de janeiro e fevereiro, já que em dezembro o documento não foi publicado

O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) reduziu nesta sexta-feira (8/2), suas estimativas para produção e estoques domésticos de soja e milho. O aguardado relatório mensal de oferta e demanda do USDA trouxe uma combinação dos dados de janeiro e fevereiro, já que no mês passado o documento não foi publicado por causa da paralisação do governo norte-americano.

O governo estimou a safra doméstica de soja em 2018/19 em 4,544 bilhões de bushels (123,68 milhões de toneladas), ante 4,6 bilhões de bushels (125,2 milhões de t) no relatório de dezembro. Analistas consultados pelo Wall Street Journal projetavam 4,558 bilhões de bushels (124 milhões de toneladas).

A previsão de estoques nos EUA ao fim da temporada 2018/19 foi cortada de 955 milhões para 910 milhões de bushels (26 milhões para 24,77 milhões de t), enquanto o mercado esperava 920 milhões de bushels (25 milhões de t).

Quanto à safra de milho dos EUA em 2018/19, o USDA reduziu sua estimativa de 14,626 bilhões para 14,420 bilhões de bushels (371,5 milhões para 366,27 milhões de t), enquanto a expectativa do mercado era de 14,509 bilhões de bushels (368,53 milhões de t).

A expectativa de reservas domésticas passou de 1,781 bilhão para 1,735 bilhão de bushels (45,24 milhões para 44,07 milhões de t). Analistas previam 1,714 bilhão de bushels (43,53 milhões de t).

Os estoques finais de trigo nos EUA foram projetados em 1,01 bilhão de bushels (27,5 milhões de t), de 974 milhões de bushels (26,5 milhões de t) no relatório de dezembro. Analistas esperavam um aumento menor, para 993 milhões de bushels (27 milhões de t). A projeção para estoques globais de soja foi cortada de 115,3 milhões para 106,7 milhões de toneladas.

O mercado esperava uma redução menor, para 113,9 milhões de toneladas. As reservas mundiais de milho foram elevadas de 308,8 milhões para 309,8 milhões de toneladas, enquanto analistas esperavam uma redução para 307,5 milhões de t. A projeção para estoques globais de trigo ficou praticamente estável, em 267,5 milhões de t.

Separadamente, o USDA publicou seu relatório trimestral de estoques que deveria ter saído em janeiro. As reservas domésticas de soja nos EUA em 1º de dezembro de 2018 foram estimadas em 3,736 bilhões de bushels (101,7 milhões de t).

O mercado esperava um número menor, de 3,687 bilhões de bushels (100,35 milhões de t). Um ano antes, esses estoques somavam 3,161 bilhões de bushels (86 milhões de t). Quanto ao milho, o governo dos EUA estimou que os estoques domésticos no começo de dezembro somavam 11,952 bilhões de bushels (303,6 milhões de t). Analistas previam 12,117 bilhões de bushels (307,8 milhões de t). Em igual data de 2017, o volume era de 12,567 bilhões de bushels (319,2 milhões de t). Já as reservas de trigo em 1º de dezembro totalizavam 1,999 bilhão de bushels (54,4 milhões de t), em comparação a 1,873 bilhão de bushels (51 milhões de t) um ano antes, disse o UISDA.

A expectativa do mercado era de 1,952 bilhão de bushels (53,13 milhões de t).O USDA divulgou ainda sua estimativa para a área semeada com trigo de inverno no país em outubro e novembro do ano passado, referente à safra 2019/20. Segundo o governo dos EUA, produtores semearam 31,3 milhões de acres (12,67 milhões de hectares) com variedades de inverno, em comparação a 32,5 milhões de acres (13,15 milhões de hectares) no ciclo anterior. O mercado estimava a área em 32 milhões de acres (12,95 milhões de hectares).


Fonte: Revista Globo Rural