Notícias

Voltar

Embrapa e Cocamar: Consórcio Milho X Braquiária

19.02.2019

Na sexta-feira (15), o portal Notícias Agrícolas conversou com Henrique Debiasi, pesquisador da Embrapa Soja, que desenvolve desde 2012 um estudo em parceria com a Cocamar, cujo foco são as alternativas para a diversificação do sistema de produção envolvendo a soja para o Paraná.

BENEFÍCIOS - Segundo ele, a sucessão soja-milho está consolidada há muitos anos em praticamente todas as regiões produtoras de grãos do Estado. O objetivo do estudo, conduzido em Floresta (PR), é mostrar para o produtor que pequenas alterações, aumentando a diversidade de plantas, trazem benefícios em forma de aumento de lucro operacional.

REESTRUTURAR O SOLO - Um exemplo disso é que em vez de semear apenas o milho de inverno, o produtor adota o consórcio milho x braquiária. A finalidade da braquiária é investir também na reestruturação do solo, pois com seu enraizamento, o capim rompe a camada de compactação do solo, recicla nutrientes das camadas mais profundas e sua palhada vai proteger a superfície para o plantio direto da soja no verão seguinte.

UMIDADE - “Isso gera o melhoramento de estrutura de solo e maior cobertura, o que reduz a infestação de plantas daninhas e mantém a conservação da umidade e da redução de temperatura no solo, com grande efeito para o funcionamento das raízes”, destacou Debiasi. Ela acrescenta ainda que o consórcio, ao melhorar o solo, contribui para aumentar a produtividade da soja no verão.