Notícias

Voltar

Produção de flores e turismo ajudam a diversificar os negócios

02.04.2019

A principal atividade é a produção de soja e milho, culturas que reinam absolutas, ocupando a maior parte das terras. Mas pode ser interessante, para a família do produtor, aproveitar as condições existentes na propriedade e manter outros negócios, mesmo que em pequenas áreas, para diversificar as fontes de renda. O Rally Cocamar de Produtividade aproveitou suas viagens para conferir.

FLORES - Algumas famílias estão conseguindo um faturamento adicional, por exemplo, com a produção de flores. No seu sítio em Maringá, o casal Dirceu e Cecília Tezolin, participativos associados da Cocamar, onde produzem grãos, cultivam espécies diversas que comercializam em feiras realizadas a cada 15 dias, no entorno do Parque do Ingá. Eles também possuem um orquidário. “Mexer com flores é uma terapia e um negócio que tem valido a pena”, diz Dirceu.

LUCROS - Em Paranavaí, a produtora Luzia Ereno Spontoni Silva conta que pesquisou uma nova atividade para se dedicar, após a aposentadoria como professora. Assim, de um lado o marido Zildo, que é cooperado, trabalha com mandioca, soja e milho. E, de outro, ela descobriu que o cultivo de rosas seria lucrativo. Determinada, Luzia buscou orientação técnica e, com a ajuda do filho Augusto, acadêmico de agronomia, mantém 6 mil pés, dos quais 3 mil em franca produção. “Eu trabalho com beleza”, sorri, mostrando a rosas de várias cores e dizendo-se satisfeita com os resultados obtidos desde novembro de 2017, que foi quando começou, já anunciando planos de expandir. O roseiral ocupa 2 mil metros quadrados nos fundos de sua casa, onde são colhidas 50 dúzias de rosas por semana, vendidas a R$ 20 a dúzia.

TURISMO - As belezas do Sítio Kobo, em Assaí, são um atrativo para gente da cidade que aprecia a vida rural e, de quebra, a culinária, baseada em pratos que preservam as tradições japonesas. O produtor Paulo Kobo, de 86 anos, a filha Diva e o genro Lauro, vislumbraram no turismo receptivo uma oportunidade de divulgar sua cultura e, com isso, reforçar o orçamento. Embora a divulgação tenha sido pequena até o momento, eles se surpreendem com visitantes que agendam para conhecer a propriedade, inclusive de outros Estados. “Todos se encantam com o que encontram aqui”, diz Lauro.

No sítio de 18 alqueires, a família mantém represas com produção de lambaris e tilápias, cultivo de frutas diversas, flores (há um viveiro de rosas do deserto), olericultura, espaços educativos para o público infantil, jogos e brincadeiras ao estilo rural, que fazem a diversão de pessoas de todas as idades.

O Rally Cocamar de Produtividade conta com o patrocínio das empresas Ford Center, Spraytec e Basf, o patrocínio institucional da Estratégia Ambiental, Agrosafra, Sicredi, Sancor Seguros, Cocamar TRR e Texaco Lubrificantes, com o apoio da Aprasoja/PR, Cesb e Unicampo.