Notícias

Voltar

Soja e Café altamente produtivos em Cambé

30.10.2019

Muito capricho e o uso das melhores tecnologias. É dessa maneira que a propriedade mantida pelo agricultor Dagoberto Gorni, em Cambé, vem se destacando na região. São 20 alqueires (48,4 hectares) mantidos com soja, milho e trigo e 5 (12,1 hectares) de café. O Rally Cocamar de Produtividade passou por lá na manhã de terça-feira (29/10).

VERTICAL - Se as dimensões do sítio são consideradas pequenas, o jeito é crescer verticalmente e isto Dagoberto, de 57 anos e servidor municipal aposentado, tem sabido fazer muito bem. Ele conta com a orientação técnica do engenheiro agrônomo Marcos Zorzenon Alteia, da unidade local da Cocamar. E tem um filho, Otávio, também graduado em agronomia, que trabalha em uma empresa do agro, mas, quando pode, participa do andamento das atividades.

MÉDIAS ALTAS - Na safra de soja 2018/19, castigada por uma seca severa em praticamente todo o estado, a média de produtividade de soja de Gorni foi de 180 sacas por alqueire (74,3 sacas/hectare), que regula com a dos anos anteriores. Em alguns talhões, ele chegou a colher 215 e até 238 sacas por alqueire. Sérgio Viúdes, conselheiro da Cocamar e dono de maquinário, é quem faz a colheita para o produtor e confirma suas médias.

RETER UMIDADE - Gorni disse que não é possível fazer chover, mas há providências que podem ser tomadas no sentido de reter umidade no solo e, com isso, minimizar os efeitos de uma estiagem. Ele faz correção mediante análise e, entre outras medidas, investe em adubação diferenciada que inclui cama de frango. E, pelo segundo ano, realiza consórcio milho de inverno x braquiária para ter palhada para o plantio direto.

SENTE MENOS - “Em um solo em boas condições, corrigido, saudável e protegido, a lavoura vai demorar pelo menos uma semana a mais até começar a sentir”, observou, lembrando ainda que as perdas são, geralmente, mais suaves no comparativo com uma lavoura onde o solo não recebe o mesmo tratamento.

CAFÉ - Com relação ao café, sua expectativa de produtividade para a safra a ser colhida em 2020 é de 250 sacas beneficiadas por alqueire ou 100 sacas por hectare. São 50 mil plantas no total. Marcos, o mesmo engenheiro agrônomo da cooperativa que o assiste na soja, também tem especialização em café. Depois de colher uma safra nos mesmos volumes no ciclo 2017/18, Gorni promoveu o esqueletamento dos cafeeiros (um tipo de poda drástica para que as plantas, mediante nutrição adequada, rebrotem com mais vigor).

REFERÊNCIA - Com isso, o produtor de Cambé se firma como uma referência, também, em diversificação de culturas. Segundo ele, a receita líquida proporcionada pelo café – que produz de dois em dois anos - é o dobro quando comparada à soja e, pela fórmula que adota, os custos acabam diluídos e a propriedade tem maior fluxo de caixa.


Sobre o Rally Cocamar de Produtividade

Com o patrocínio das empresas masters Zacarias Chevrolet, Basf, Spraytec e Sicredi União PR/SP, o patrocínio institucional de Texaco Lubrificantes, Sancor Seguros, Cocamar TRR, Elanco e Altofós Suplemento Mineral Cocamar, e com o apoio do Cesb, Unicampo e Aprosoja-PR, o 5º Rally Cocamar de Produtividade tem o objetivo de valorizar as boas práticas agrícolas.