Notícias

Voltar

Inaugurada nova loja em Paranacity

05.02.2020

Como parte da programação das reuniões pré-assembleia promovidas em todas as regiões atendidas pela Cocamar na segunda quinzena de janeiro, foi inaugurada na manhã de sexta-feira (31/1) em Paranacity, município do extremo noroeste paranaense, a nova loja de sua unidade local com 457m2 de área construída.

Para participar do evento, dirigentes e colaboradores receberam produtores cooperados e familiares, além de autoridades e lideranças.

Ao fazer sua saudação, o presidente do Conselho de Administração da cooperativa, Luiz Lourenço, destacou a importância e o potencial de Paranacity para o programa de integração lavoura-pecuária-floresta (ILPF) incentivado pela cooperativa desde meados da década de 1990. Segundo ele, pastos degradados vêm sendo gradativamente absorvidos para a moderna produção de grãos, revitalizando a pecuária e fortalecendo a economia regional. “De longa data, a Cocamar tem equipado sua estrutura e investido em profissionais técnicos para apoiar os produtores nessa mudança”, frisou.

O presidente-executivo Divanir Higino falou sobre a aplicação do novo planejamento estratégico para o ciclo 2020-2025, enfatizando o objetivo de a cooperativa estar cada vez mais próxima dos cooperados, de maneira que ambos continuem crescendo. “A função da Cocamar é fazer com que o cooperado ganhe mais dinheiro e tenha mais retorno”, exemplificando ainda que a inauguração de uma loja moderna “é também um reconhecimento à participação dos cooperados e à importância do município”.

Ao discursar, a prefeita Sueli Terezinha Wanderbrook agradeceu a cooperativa pelos investimentos realizados ao longo dos anos em sua cidade, destinados a apoiar o desenvolvimento agropecuário regional. Em seguida, ela participou do descerramento de uma placa, ao lado dos dirigentes, conselheiros e cooperados mais antigos.

A Cocamar opera no município desde o início dos anos 1980, onde inicialmente contava com uma estrutura para receber e beneficiar algodão. Com o fim do ciclo dessa atividade, o entreposto foi sendo convertido para atender a expansão da pecuária de corte e, já nos anos 1990, recebeu moegas e silos para incentivar os produtores a investirem na reforma dos pastos com o cultivo de soja, em sistema de integração. Atualmente a região – onde predomina o solo arenoso – é considerada uma vitrine em programas integrados, demonstrando que a adoção de modernas tecnologias tem alavancado a produtividade de grãos, situando-a nos mesmos níveis de regiões onde a agricultura é praticada tradicionalmente, no noroeste paranaense.