Notícias

Voltar

Vencendo o solo difícil em busca de produtividade

13.02.2020

Os solos da região de Cianorte (PR) – na transição para o arenito – requerem que o produtor faça uma leitura correta de suas necessidades. Não raro, diferentes tipos de manchas podem ser observadas em uma única propriedade e, por isso, para produzir bem e ser competitivo, o agricultor tem que recorrer às tecnologias.

CUIDADOS - Desde 2012 o cooperado Luiz Henrique Pedroni começou a fazer agricultura de precisão e, de alguns anos para cá, intensificou ainda mais os cuidados com o solo, trabalhando o perfil e contando com a assessoria especializada oferecida pela Cocamar.

PRIMEIRO PASSO - “As análises de solo e as respectivas reposições de nutrientes são feitas todos os anos”, explica o produtor, lembrando que este é o primeiro passo a ser dado. “Sem uma análise bem feita, é como trabalhar às cegas”, afirma.

ECONOMIA - Segundo ele, o desafio de produzir bem se renova a cada ano e, por isso, as análises de solo devem ser feitas anualmente, até porque podem gerar economia se mostrarem que não é preciso investir na quantidade de fertilizantes, por exemplo, utilizada na temporada anterior.

COMPENSA - Todo o esforço é compensado pela produtividade. Para um custo de produção calculado em 37 sacas por hectare (considerando os desembolsos diretos e indiretos), o produtor de Cianorte estima colher o dobro e isto foi o que constatou o Rally Cocamar de Produtividade ao visitá-lo na tarde de quarta-feira (12/2), durante a colheita de parte dos 435,6 hectares que cultiva.

BRAQUIÁRIA - Semeada logo após a colheita da soja, a braquiária entra para reforçar a recomposição da estrutura e da fertilidade do solo. O produtor não cultiva milho de inverno nas áreas mais arenosas, preferindo deixar a braquiária solteira. “Sou mais produtor de soja e menos de milho”, explicando que, historicamente, o cereal não vai bem em solos arenosos. Assim, em vez de sofrer com o milho, ele aposta que a melhoria do solo vai ajudá-lo a produzir mais soja. Pedroni só semeia milho, mesmo, nos solos mais argilosos, onde a média é boa, ao redor de 100 sacas por hectare.

AGRÔNOMOS - Em seu trabalho Pedroni conta com os préstimos de três engenheiros agrônomos: Jancey Rodrigo Alves, da unidade local da Cocamar, José Eduardo Marcon, também da cooperativa, que presta um serviço especializado em solos; e o filho Luiz Gustavo Pedroni, de 25 anos. Formado em 2017, este último acompanha o pai desde pequeno em suas atividades, dirige maquinário, caminhão e participa da gestão dos negócios, sempre atento às tecnologias de ponta para ajudá-lo a incrementar a produtividade.

Sobre o Rally

O Rally Cocamar de Produtividade tem o objetivo de valorizar as boas práticas agrícolas. Patrocinam a realização: Sicredi União PR/SP, Zacarias Chevrolet, Basf e Spraytec (principais), Sancor Seguros, Texaco, Cocamar TRR, Elanco e Altofós Suplementos Minerais Cocamar, com o apoio do Cesb, Aprosoja/PR e Unicampo.