Notícias

Voltar

Uma jovem produtora na sucessão da fazenda

03.11.2020

"Lugar da mulher é onde ela quiser". A frase da jovem cooperada Amanda Piteri Alcântara, 28 anos, de São Sebastião da Amoreira, região de Londrina (PR), resume a sua determinação em participar ativamente da gestão de uma fazenda de 169 hectares, ao lado do irmão Allan, de 32, do pai Ivan Alves Alcântara e da mãe Sandra Marli Piteri. O Rally Cocamar de Produtividade foi até lá para conhecer o trabalho realizado por essa produtora.

Participação feminina - Mãe de Valentina, de sete anos, Amanda menciona ter ouvido de algumas pessoas não acostumadas ao trabalho feminino que lugar de mulher não é na agricultura. Engano: se sabe que atualmente, segundo dados oficiais, 36% das propriedades rurais do país já são comandadas por mulheres. Elas estão presentes também, em número cada vez maior, em funções técnicas como agronomia, zootecnia e medicina-veterinária.

Sucessão - Para a própria Amanda, até alguns anos, era improvável que viesse a ser uma sucessora no negócio da família. Na universidade, chegou a fazer o curso para seguir a carreira de esteticista. Porém, como a família reside em Londrina e a fazenda precisava ser administrada tal qual uma empresa, uma reviravolta em seus planos: a sucessão foi o caminho natural e o pai, de 80 anos, deu todo o apoio e incentivo.

Barracão - Amanda lembra que uma de suas primeiras atitudes ao participar da gestão do negócio familiar foi reorganizar o barracão onde ficam guardados os maquinários. Dispensou o que não servia mais e deixou as ferramentas e peças à mão, cada qual em seu lugar.

Maquinário - A estrutura de máquinas se encontra desatualizada, mas, aos poucos, com o equilíbrio financeiro da propriedade, a ideia é começar a investir em modernização. Para a colheita ainda é preciso contar com prestadores de serviços. A propósito, a produtora fez curso de tratorista e diz querer aprender de tudo “para saber como é feito e poder exigir”.

Deu certo - As principais decisões ainda são tomadas em conjunto e há três anos Amanda incorporou de vez à sua vida a rotina de produtora rural. No início, diz ter ficado receosa e hoje, mais habituada a essas novas experiências, se sente feliz e afirma que até prefere o ambiente da fazenda a estar na cidade.

Sementes - A 750 metros de altitude em média, a propriedade com 80% de teor de solos argilosos apresenta condições adequadas para a produção de sementes, tanto que a totalidade das lavouras de soja está voltada a esse objetivo. No inverno, as terras são ocupadas por milho.

Na terceira safra - A produtora inicia agora a sua terceira safra de verão. Na primeira, correspondente ao ciclo 2018/19, foram muitas as dificuldades: além do pouco conhecimento, o clima não ajudou e a média de soja por hectare se resumiu a 43,3 sacas. Mas no período seguinte (2019/20), sentindo-se mais segura e com a chuva chegando nos momentos necessários, a colheita atendeu às expectativas: média de 66 sacas.

Aprendendo - Para o seu aprendizado, a jovem tem a companhia diária do funcionário Francisco Batista, que reside na fazenda há 18 anos, e a orientação técnica prestada pela Cocamar, por meio do engenheiro agrônomo Felipe Sutil. É ele, por exemplo, quem faz a regulagem da plantadeira e ajuda na escolha dos insumos, na seleção das variedades mais adequadas e acompanha no controle de pragas e doenças.

Na cooperativa - “Nos sentimos muito satisfeitos com o atendimento e a participação na Cocamar”, afirma a produtora. É na unidade da cooperativa em São Sebastião da Amoreira, sob a gerência de Claudinei Donizete Marcondes, que ela adquire os produtos de que precisa e comercializa a safra. A Cocamar é também um modelo de participação feminina, onde mais de 15% do quadro de associados é formado por mulheres.


Sobre o Rally Cocamar de Produtividade

Patrocinam a edição 2020/21 do Rally Cocamar de Produtividade: Basf, Fairfax Brasil Seguros Corporativos, Viridian Fertilizantes, Sicredi União PR/SP e Zacarias Chevrolet (principais), Texaco Lubrificantes, Estratégia Ambiental, Cocamar Máquinas, Cocamar Irrigação, Nutrição Cocamar e Zoetis (institucionais), com o apoio do Comitê Estratégico Soja Brasil (Cesb), Aprosoja-PR e cooperativa de serviços de agronomia Unicampo.