Notícias

Voltar

Olga, semeadora de versos e de esperança

08.03.2021

Cooperativista, a produtora Olga Maria Agulhon, de Maringá (PR), foi uma das primeiras mulheres a participar dos conselhos de administração e fiscal da Cocamar. Casada com o também cooperado Antonio Molonha, ela tem duas filhas e há alguns meses foi agraciada com o que considera uma das maiores dádivas de sua vida: o primeiro neto.

O casal faz sua história na agricultura em continuidade ao trabalho dos pais que, em outros tempos, chegaram ao Paraná em busca de oportunidades.

Cada qual tem as próprias terras e decide sobre que investimentos realizar. Ambos dialogam muito, ponderam e os negócios são conduzidos assim, com afinidade e parceria.

O dia a dia de Olga transcende a atividade rural, mas é no campo que, sensível, ela encontra inspiração para se dedicar a outro de seus talentos: a literatura. Tudo a encanta: a algazarra dos pássaros, o colorido espetáculo do sol a brotar e a mergulhar na amplidão da paisagem, a chuva, o cheiro da terra molhada, o perfume das árvores em floração. Aprecia semear, ver a planta nascer e encorpar na expectativa do momento da colheita. Mesmo tão atenta, impossível não se surpreender com tamanha beleza à volta e que se pronuncia – com igual deslumbramento - quando a noite desaba e as estrelas cintilam. Então, ela é também uma semeadora de versos que, como delicadas plumas, vai espalhando ao vento.

Neste 8 de março, Dia Internacional da Mulher, a homenagem da Cocamar à sua cooperada Olga Maria Agulhon, representando as produtoras ligadas à cooperativa. Com seu trabalho e exemplo, a cultivar a terra e a expressar o que há de bom e melhor neste mundo de Deus, ela nos motiva a continuar acreditando em um futuro melhor.