Notícias

Voltar

Produtor precisa estar atento ao vazio sanitário

07.07.2021

Para evitar que a ferrugem asiática seja um problema às lavouras de soja na safra de verão 2021/22, cuja semeadura começa em setembro, o produtor precisa eliminar durante o período do Vazio Sanitário que começou em 10 de junho e vai até 10 de setembro, eventuais plantas emergidas de soja remanescentes do ciclo anterior (2020/21).

Indispensável - A medida é necessária para evitar a instalação da doença neste momento e sua propagação quando a safra for implantada. E, desde 15 de junho, o Vazio se estendeu para outros cinco estados: Santa Catarina, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e Rondônia.

Estratégias - O vazio sanitário e a calendarização da semeadura da soja são estratégias para o manejo da ferrugem-asiática da soja, mas as medidas têm objetivos diferentes. O vazio sanitário é o período de, no mínimo, 90 dias sem a cultura e plantas voluntárias no campo. O objetivo do vazio sanitário é reduzir a sobrevivência do fungo causador da ferrugem-asiática durante a entressafra e assim atrasar a ocorrência da doença na safra.

Brasil e Paraguai - No Brasil, treze estados e o Distrito Federal adotaram essa medida, estabelecida por meio de normativas. Além do Brasil, o Paraguai também estabeleceu o período de vazio sanitário, lá chamado de “pausa fitossanitária”.