Bem-Vindo, ao Jornal Cocamar!

Protagonismo feminino é uma das marcas da Cocamar

Há alguns anos, a cooperada Mírian Cristina Neumann, de Rancho Alegre (PR) decidiu não mais depender de prestadores de serviços na propriedade da família e investiu na estruturação de um parque de maquinários próprio. Mas foi além: quis aprender a operar e, para isso, na primeira oportunidade, inscreveu-se num curso promovido pela concessionária Cocamar Máquinas em Cambé, no qual era a única mulher. Dessa forma, Mírian conta que passou a ter mais segurança e tranquilidade na condução das lavouras, realizando as operações no momento certo.

Aos 35 anos, casada, grávida de um menino, Mírian pertence a uma geração de produtoras cooperativistas e diz que tem se aprimorado na atividade com o apoio da Cocamar, da qual já fez parte do Conselho Fiscal. Nas lavouras, ela tem a orientação técnica da unidade local da cooperativa, seguindo todas as recomendações para o desenvolvimento de um cultivo mais sustentável.

Capricho – A também cooperativista Olga Maria Agulhon possui uma trajetória de participação na Cocamar, onde, há alguns anos, chegou a integrar o Conselho de Administração. Com 56 anos, escritora, casada, duas filhas e curtindo a chegada do primeiro neto, Olga é reconhecida pelo capricho e a adoção de boas práticas nas propriedades da família, na região de Maringá, que exibem um histórico de boas médias de produtividade.

Neste ciclo 2021/22, em que as adversidades climáticas causaram enormes danos à safra em muitas regiões do estado, a produtora lamenta que suas médias não sejam as mesmas dos últimos anos. “Em uma atividade a céu aberto, estamos sujeitas”, diz, lembrando que, por isso mesmo, o trabalho na agricultura nunca deixa de ser um grande desafio.  

Intensa participação – Aprimorar a gestão e viabilizar o negócio familiar com a diversificação de atividades, sempre foi um objetivo de Geni Bock de Farias, 57 anos, casada e mãe de dois filhos, em Altônia (PR). Ao lado do marido Luiz e do filho Felipe, que é agrônomo, eles plantam café, soja, pomar comercial de limão e pecuária, entre outros. Técnica agrícola e exímia cozinheira, Geni é quem recepciona grupos de visitantes na bela propriedade – situada às margens da Lagoa Xambrê – onde comercializa itens próprios, como café torrado e moído.

Participar com protagonismo, prestando sua contribuição, é uma característica de Geni, sempre procurando evoluir.

“São produtoras exemplares e de referência em suas regiões”, comenta o gerente de Cooperativismo da Cocamar, João Sadao, citando que as três participam atualmente do Programa de Certificação de Conselheiros de Cooperativas, realizado pela Cocamar em parceria com o Sescoop/PR.

Atualmente, quase 20% do quadro associativo, de mais de 16 mil integrantes, é formado pelo público feminino. “As mulheres têm uma participação crescente na cooperativa”, conclui.

Compartilhar:
Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on telegram
Share on tumblr

Artigos Relacionados

gdpr-image
Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Ao usar este site você concorda com nossos Política de Proteção de Dados.

Links Úteis

Institucional

SOCIEDADE RURAL DO PARANÁ
www.srp.com.br
 
GOVERNO DO ESTADO DO PARANÁ
 
BNDES
 
FLAMMA

Bioenergia / Turismo

RETUR (REDE DE TURISMO REGIONAL)
www.retur.com.br
 

Agricultura

 
SECRETARIA DE AGRICULTURA
E ABASTECIMENTO (SEAB)
 
EMATER

Central de Atendimento

Contato: André Bacarin

    Acesse o mapa para ver nossa localização