Bem-Vindo, ao Jornal Cocamar!

Autoridades prestigiam AGO da Cocamar

No exercício 2021, a Cocamar Cooperativa Agroindustrial apresentou um faturamento de R$9,629 bilhões, registrando uma expansão de 37% sobre os R$7,049 bilhões de 2020.

Cuidados – A prestação de contas do último ano foi um dos itens analisados pelos 300 produtores cooperados que participaram da 63ª Assembleia Geral Ordinária (AGO), promovida presencialmente na manhã de quarta-feira (03/02) no espaço de eventos Lebloc em Maringá, tomando-se de uma série de cuidados para a prevenção da Covid-19, como a exigência de apresentação do chamado passaporte de vacinação (em atendimento a um decreto municipal), distanciamento entre as cadeiras, uso de máscaras e disponibilização de álcool 70 em pontos estratégicos. O evento foi transmitido ao vivo por meio do canal da cooperativa no Youtube.

Presenças – O governador do estado, Ratinho Júnior, chegou na etapa final da AGO, acompanhado por várias outras autoridades, entre elas o secretário estadual de Infraestrutura e Logística, Sandro Alex, o deputado federal Ricardo Barros, os deputados estaduais Soldado Adriano José e Alexandre Cury, e o prefeito Ulisses Maia. Prestigiaram também a realização, desde o seu início, o presidente do Sistema Ocepar, José Roberto Ricken, o presidente da Sicredi União PR/SP, Wellington Ferreira, o presidente da Unicampo, André Carlos Garcia Vilhegas, e o vice-prefeito Edson Scabora.  

Planejamento – Ao fazer a leitura do relatório de gestão, o presidente-executivo, Divanir Higino, citou que “como o crescimento da Cocamar nesses últimos dois anos foi muito além das expectativas, a cooperativa se viu na necessidade de promover uma alteração em seu planejamento estratégico do ciclo 2020/2025, ajustando em 50% o montante a ser alcançado em 2025, de R$ 11,3 bilhões para R$ 15 bilhões”.

Novos Conselhos – A AGO teve vários outros itens assuntos na ordem do dia, como destinação das sobras e eleição dos novos integrantes dos Conselhos de Administração e Fiscal.

Nomes I – O novo Conselho de Administração, para o período 2022/25, passou a ser composto por Luiz Lourenço (representante do município de Maringá), Adauto Lazarin (Altônia), Afonso Akioshi Shiozaki (Maringá), Anderson Rufato (Maringá), Antonio César Pacheco Formighiei (Umuarama), Cleber Veroneze Filho (Maringá), Fred Frand Frandsen (Palmital-SP), Johny Nakashima (São Sebastião da Amoreira), José Rogério Volpato (Ourizona), Luiz Antônio dos Reis (Bela Vista do Paraíso), Luiz Henrique Pedroni (Cianorte), Luiz Pio Lonardoni (Rolândia), Paulo Vinícius Tamborlin (Atalaia), Sérgio Luis Viúdes (Cambé) e Valdomiro Peres Júnior (Terra Boa).

Nomes II – Já o novo Conselho Fiscal, para o exercício 2022, é formado por Guilherme Martins Gomes dos Santos (Assaí), Eiderval Vinícius Piazentin Pinto (Primeiro de Maio), Marilza Beraldi Vendramin (Paranavaí), Paulo Eduardo Ricci Siqueira (Floresta), Renan Barbosa Facina (Jussara) e Ricardo Cypriano (Japurá).

O trabalho da diretoria – Ao pronunciar-se, Luiz Lourenço destacou o crescimento da Cocamar mesmo em um ano de grandes adversidades climáticas, ressaltando o trabalho realizado pela diretoria executiva formada pelo presidente Divanir Higino e o vice-presidente José Cícero Aderaldo.

Reconhecimento – Lourenço entregou um reconhecimento a ambos, pelas conquistas em 2021, fazendo o mesmo em relação aos integrantes do Conselho de Administração, além de homenagear os cooperados Sebastião Pittarelli, Norberto Tormena, José Oscar Dante, Gérson Bórtoli e Francisco Razente, que deixaram suas cadeiras no Conselho, conforme renovação prevista na legislação.

Representatividade – O presidente do Conselho de Administração disse ainda que a representatividade dos municípios que sediam unidades da cooperativa é expressiva. “Cada qual tem de 1 a 3 representantes no Conselho Consultivo, que nos ajudam a pensar a gestão e nos tornam ainda mais próximos dos cooperados”, frisou.  

Apoio assistencial – Por outro lado, como as sobras do exercício – no montante de R$ 77,542 milhões – já haviam sido antecipadas em dezembro, restando um residual de R$ 270 mil, Lourenço sugeriu e foi aprovado que o valor seja destinado ao Instituto Cocamar para apoiar instituições voltadas ao tratamento de câncer ou que assistem familiares de pacientes acometidos dessa enfermidade.  

Formatando – Lourenço comentou ainda que um projeto liderado pela Cocamar começa a ser formatado, com a participação de outras cooperativas da cidade, para uma atuação ainda mais incisiva de apoio à comunidade, em atendimento ao princípio sétimo do cooperativismo.

Exemplo – Após a conclusão da parte formal da AGO, algumas lideranças foram convidadas a pronunciarem-se, começando pelo presidente do Sistema Ocepar, José Roberto Ricken, que ressaltou o exemplo de organização e segurança do evento. Ricken agradeceu a Luiz Lourenço por sua atuação como secretário geral da Ocepar, dizendo ainda ter “total sintonia” com a diretoria executiva da Cocamar.

O setor – Ricken informou que os números do cooperativismo paranaense em 2021 acabam de ser fechados, atingindo um montante superior a R$ 152 milhões, com um crescimento de 32% sobre 2020.

Apoio aos produtores – A respeito das medidas de apoio aos produtores que estão tendo perdas com os severos problemas climáticos, causados pelo fenômeno La Niña, o presidente do Sistema Ocepar disse que terá reunião na quinta-feira da próxima semana no Show Rural, em Cascavel, com a ministra Tereza Cristina.

Reivindicações – Entre os principais pedidos estão uma maior rapidez nas vistorias e liberações, de forma a possibilitar que o plantio de milho de inverno seja feito dentro do prazo ideal; a garantia de seguro; a prorrogação de contratos, como os de financiamentos; e o ressarcimento às cooperativas que fizeram a suplementação de recursos aos produtores, para que possam apoiá-los novamente.

À disposição – Líder do governo na Câmara, o deputado Ricardo Barros falou de seu orgulho de ter o avô Odwaldo Bueno Netto como cooperado número 1 da Cocamar, colocando-se à disposição para ajudar o setor a enfrentar seus desafios.

Respeito à Cocamar – Em sua participação, o governador Ratinho Júnior disse que não poderia deixar de prestigiar a Assembleia da Cocamar, “é um gesto respeitoso pela importância da cooperativa no agronegócio do Paraná”. E afirmou: “estamos construindo no Paraná um ambiente favorável para o agronegócio crescer e se desenvolver. Nossa vocação é produzir alimento para o planeta, somos a fazenda do mundo. Por isso temos que ser muito eficientes, sem gargalos logísticos. Cooperativas como a Cocamar são extremamente importantes dentro desse projeto de expansão do agronegócio paranaense”.

Compartilhar:
Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on telegram
Share on tumblr

Artigos Relacionados

gdpr-image
Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Ao usar este site você concorda com nossos Política de Proteção de Dados.

Links Úteis

Institucional

SOCIEDADE RURAL DO PARANÁ
www.srp.com.br
 
GOVERNO DO ESTADO DO PARANÁ
 
BNDES
 
FLAMMA

Bioenergia / Turismo

RETUR (REDE DE TURISMO REGIONAL)
www.retur.com.br
 

Agricultura

 
SECRETARIA DE AGRICULTURA
E ABASTECIMENTO (SEAB)
 
EMATER

Central de Atendimento

Contato: André Bacarin

    Acesse o mapa para ver nossa localização